oficinas_manaflor_composicao.jpg
oficinas_manaflor_objetossonoros.png.jpg

oficina de composição

vários olhares

com Marcos Biesek

Oficina de técnicas experimentais em composição, onde o intuito é observar a diversidade de composições (Melodia, harmonia e ritmo) que podem ser geradas partindo se de uma mesma letra ou poema. 

O objetivo dessa observação é identificar quais elementos musicais cada compositor traz na sua forma de fazer música e buscar ainda se é possível perceber claramente as influências musicais de cada um a partir da sua composição.

A oficina fica dividida em duas etapas, a primeira, com duas horas de duração, e de forma 100% remota, como pede o edital, consiste em construir uma letra de música ou escolher um poema de domínio público ou os dois. 

Em seguida cada participante começa a trabalhar isoladamente na composição de uma música para a letra escolhida. 

Durante o processo de composição, que será um tempo de 24 horas,  os participantes não poderão se comunicar e nem apresentar partes ou o todo de suas composições uns para os outros, pela razão de que um poderia influenciar na composição do outro, o que não é a proposta nesse momento.

A etapa concluinte da oficina, também com duas horas de duração, será a exibição das composições feitas a partir da letra comum a todos, para apreciação dos colegas de curso.

Depois de cada exibição será feita uma análise técnica das características mais mais marcantes no estilo de compor de cada autor, seguida de roda de conversas, avaliação da oficina e do mediador e encerramento.

20 e 21 de março

10H - MANHÃ

oficina de construção de

objetos sonoros

com André Taques

15H - TARDE

A Oficina de Objetos Sonoros é um convite para cada participante a mergulhar em um universo musical e criativo da confecção de instrumentos musicais com o reaproveitamento de objetos do cotidiano urbano. Na oficina serão demonstrados, de forma lúdica, uma série de instrumentos criativos que foram desenvolvidos ao longo de anos de atuação em projetos artísticos e educacionais, serão instrumentos de cordas, sopro e percussão apresentados didática aos expectadores como forma de inspirá-los a descobrir as possibilidades musicais e criativas dos materiais que estão a sua volta. Lata, panela, bambu, banner, radiografia, cano de PVC, cabaça, arame, parafuso, freio de bicicleta, retalhos de madeira são alguns dos materiais utilizados como matérias primas.

No primeiro momento da oficina ocorrerá um workshop demonstrativo de vários instrumentos criativos. Em um segundo momento serão confeccionados dois tipos de instrumento de sopro com o mesmo cano de PVC, o BEXIGOFONE E DIDGERIDOO (respiração circular).

 

Na segunda parte da oficina os alunos apresentarão algum objeto sonoro que pesquisaram em suas próprias casas, depois confeccionaremos um apito de cano de PVC (Bisel de flauta doce) e para encerrar uma música coletiva com um ritmo em comum e os objetos sonoros criados.

MATERIAIS:

 

1º AULA:

 

• Um metro de cano de PVC de 40 ml (pode ser qualquer cano, como tubos de papelão
que enrolam tecidos ou papel)
• Algumas Bexigas (3 ou 4 Balões)
• Qualquer fita adesiva (fita crepe, durex, isolante...)

 

2º AULA:

 

• Um metro de cano PVC de ½ polegada (20ml), pode ser um pedaço menor que vc
tenha em casa, mínimo de 25cm
• Rolhas de cortiça para garrafas de vinho (uma ou mais, quantas conseguir)
• Uma folha ou pedaço de qualquer lixa (pode ser lima)
Os canos de PVC são baratos e podem ser comprados em depósitos de construção ou
reaproveitados desde que devidamente higienizados.

novas datas